• T.I.O.

Somos um Centro Espírita

Atualizado: 4 de Jul de 2019

Por Mariana Guimarães

A Tenda Irmãos do Oriente utiliza-se dos fundamentos do Espiritismo para realizar o seu trabalho.

A Tenda Irmãos do Oriente utiliza-se dos fundamentos do Espiritismo para realizar o seu trabalho. O Espiritismo é uma doutrina que considera a existência de vida fora da matéria, ou seja, considera a vida dos encarnados (nós) e a dos desencarnados, em seus diferentes padrões de vibração e densidade, de maneira que esta doutrina, codificada pelo célebre pedagogo Allan Kardec, para nós é sagrada.


A Doutrina Espírita contém as bases que dão suporte de conhecimento teórico que necessitamos para o desenvolvimento das atividades práticas da Tenda. Estas atividades acontecem às segundas e quintas-feira, periodicamente, e em dias diversos para a comemoração de datas importantes. Nossa agenda é bastante preenchida, e sempre consideramos espaços para as práticas que nos trazem informações importantes para o processo de tomada de consciência e reforma íntima ao qual nos dedicamos. Estes são dois pilares para o praticamente.


Nós, Irmãos do Oriente, trabalhamos considerando o caráter ecumênico das manifestações religiosas, e por isso recebemos em nossa bendita morada entidades e amigos dos mais diversos lugares, tempos e identidades. Somos guiados por Kallaby Suff-Haram, que também chefiou uma grande caravana, há aproximadamente 1.000 anos, que andava pelo deserto do Oriente Médio, arrebatando um grande rebanho de pessoas necessitadas e de pessoas dispostas a ajudar na distribuição de alimentos para o corpo e para o espírito.


Estima-se que, quando encarnada, a Caravana de Kallaby tenha chegado ao total de 3.000 integrantes. É dito que conseguiam se esconder pelo deserto, de maneira que ninguém os achava quando eram procurados. Kallaby, contando com dez guias auxiliares, os “10 Guias da Tenda dos Irmãos do Oriente”, saqueavam ricos e distribuíam os produtos que conseguiam aos pobres. Eram, portanto, seguidores dos mesmos ensinamentos deixados por Jesus, ajudando aos pobres e necessitados. Eram árabes e africanos, todos muçulmanos e beduínos. Havia um grego entre eles também.


Hoje, o espírito de Kallaby Suff-Haram alcançou um outro patamar de consciência e não encarna mais. Em 1952 deixou sua última comunicação por meio de psicofonia, informando que a partir de então subiria ao patamar de “Candelabro de Jesus”, o que, na hierarquia celestial, no Ocidente conhecemos como Arcanjo.


Seus 10 Guias, que trazem as mensagens pela voz dos médiuns de Casa, também não encarnam mais. Pudera, cada um deles possui histórias muito interessantes em suas linhas de vida e, pelas experiências, hoje já podem ser chamados de Espíritos de Luz”. O próprio Kallaby já deixou informações importantes neste sentido, contando-nos as histórias de algumas de suas encarnações pregressas, como Pôncio Pilatos e Jorge da Capadócia, por exemplo, entre outros.


#TIO #Tendaespíritairmãosdooriente #espiritismo


76 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo